5 Dicas Para Compor Músicas Melhores

Como profissionais de produção musical, muitas vezes temos que trabalhar a nossa própria música. É indispensável que saibamos compor de forma adequada, devido a que uma parte importantíssima de ser produtores é fazer com propostas interessantes. Neste artigo darei algumas dicas para que você possa compor músicas melhores, fazendo-o de uma maneira mais produtiva e criativa.

1) Ouça muita música

Todos nós temos nossos gêneros e gostos musicais preferidos, mas como produtores musicais, mas para compor músicas melhores, devemos estar abertos a qualquer gênero. Pode ser que um gênero seja a sua especialidade, no entanto em algum momento você terá que deparar-se com algum gênero que você não goste, e se não o conhece, você poderá ter sérios problemas criativos.

Meu conselho é que você tente procurar música nova sempre, confira as tendências de semana com a semana e dar-se conta de que as pessoas estão ouvindo atualmente. Spotify e suas playlists são uma excelente opção para monitorar as tendências musicais atuais.

Lembre-se que para dedicar-se à música, você tem que se tornar um nerd musical. Analisa os hits, divide a música e tenta resgatá-lo um “por que” as tendências. Isto irá ajudá-lo a poder repetir esses passos para garantir um bom caminho.

2) Gravar todas as ideias

Um conselho muito útil, é gravar cada uma das ideias que me vêm à mente. Muitas vezes podemos chegar a criar melodias ou ritmos bastante criativos em nossas cabeças, no entanto, é muito difícil que a nossa memória se lembre de quando é preciso.

Mais de uma vez me foi passado que me esquecem melodias criativas por não ter gravado. Hoje em dia todos os celulares têm aplicativos de notas de voz. Gravar todas as idéias que vierem à sua mente, mesmo que seja “tagarelando”, para que quando tiver tempo, você pode desenvolver a ideia, sem que se esqueça.

De verdade, não importa o lugar onde esteja (claro, sem exagero), mas realmente vale a pena que se lhe veio à mente uma ideia boa, nesse momento, se dê um minuto para gravar a ideia e, em seguida, continuar com suas atividades.

3) A teoria é importante

Conheço muitos excelentes compositores que não têm a mais mínima ideia de como funciona a música. Isto que lhe acabo de dizer pode ser uma faca de dois gumes.. Me soa como o típico “Steve Jobs e Bill Gates não terminaram a faculdade e ainda assim são milionários”. Mas antes, deixe-me explicar.

Pode ser um excelente compositor, sem saber absolutamente nada sobre notas musicais, mas garanto-vos que, se tivesses conhecido sobre teoria musical, seria muito melhor. A composição, como muitas coisas, é composto de dois elementos: A teoria e a prática. Para saber mais sobre harmonia e o funcionamento das notas, acordes e tonalidades, te fará entender por que as coisas estão funcionando, e você poderá expandir criativamente de uma muito melhor forma. Acredite em mim.

Na internet você pode encontrar muito material sobre isso, então não perca tempo, pegue a sua agenda pautada e começa a aprender a teoria.

4) A letra é importante

A letra de uma canção é o elemento mais importante porque é o que a maioria das pessoas concentra sua atenção, pois é o mais íntimo e humano da música. Cada compositor tem sua própria maneira de expressar-se, ao escrever, no entanto, há certas coisas que você pode fazer para melhorar as letras de suas músicas.

Primeiramente, evite TOTALMENTE fazer frases com as típicas rimas em terminação “ar”, “er”, “ir”. Isso faz com que a música soe armadora e absurda, mesmo para pessoas que não sabe nada sobre música.

Lembre-se que para fazer letra não existem regras, e por isso que eu te direi o conselho que costumo dizer: Se soa bem, está bom. De igual forma, algo que eu, pessoalmente, tento fazer é pensar em palavras atípicas no momento de compor.

Por exemplo, se estou escrevendo de amor, eu não gosto ficas nas típicas palavras “amor”, “beijo”, “ar”, “borboleta”, “céu”, etc. Que tal se, em vez disso, escrever algo sobre coisas que submetam amor (ou desamor), usando as palavras “viagem”, “janela”, “travesseiro”, “decisão”, “porta”? Talvez teremos algo bastante criativo, não acha?

Reitero, cada compositor tem sua própria maneira de se expressar. Procura ser única em seu estilo e lembre-se de que uma boa letra é o que faz com que os hits são hits.

5.) Experimente com gêneros

Com os anos, vão surgindo novos gêneros na indústria musical, devido a que existem “loucos” que se atrevem a explorar novos rumos e jogar com a criatividade. Uma maneira de compor músicas criativas, combinando gêneros. Um excelente exemplo é a banda Linkin Park, que para o meu gosto, foram pioneiros em combinar o rock com o rap.

Com isso não me refiro apenas a combinar novos gêneros, mas para convidá-lo a tentar compor músicas em gêneros que não sejam os seus preferidos. Eu, pessoalmente, tenho o maior gosto pelo rock, porém nunca consegui? como eu gostaria. O gênero que melhor componho é o pop/balada, e se eu nunca tivesse me dado a chance.

Não se zíperes em um único gênero e lembre-se de que a cada dia a indústria se vai renovando e aparecem novas propostas interessantes, assim que tem que ser uma competição que valha a pena.

Conclusão

A música é algo que nunca se termina de aprender, assim como a composição. Por mais experiência que se tenha, nunca pense que sabe tudo, porque deixe-me te digo que, na realidade, não sabemos nada. Cada dia é um novo aprendizado, e cada canção que os que podem compor é uma experiência mais. É por isso que você tem que ter a mente sempre aberta e ser humilde para ser um melhor compositor.

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.